ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DA CHARNECA DE CAPARICA



Se pudéssemos ser nós a traçar o percurso histórico como é que o traçaríamos? Como é que queremos o planeta em 2057? Podemos imaginar o que diriam os livros de História no futuro? Investigando e aprofundando alguns temas iremos pensar em formas de retratar os acontecimentos do passado, do presente e projectar os que possam ser marcantes para o planeta no futuro.

segunda-feira, 5 de Novembro de 2007

Astrolábio

Inventado por Hiparco de Nicéia, o astrolábio, era usado para determinar a posição dos astros no céu e foi utilizado como instrumento de navegação marítima durante muito tempo na época dos Descobrimentos.

O astrolábio (náutico) moderno de metal foi inventado por Abraão Zacuto em Lisboa, a partir de versões árabes pouco precisas. Este instrumento foi uma novidade na Europa, datando de 1519 o seu primeiro desenho e descrição. O disco inicial foi parcialmente aberto para diminuir a resistência ao vento. Era formado por um disco de latão graduado na sua borda, num anel de suspensão e numa mediclina (espécie de ponteiro).

O manejo do astrolábio exigia a participação de duas pessoas; consistia num grande círculo, por cujo interior corria uma régua; um homem suspendia o astrolábio na altura dos olhos, alinhando a régua com o sol enquanto outro lia os graus marcados no círculo.

O astrolábio, versão náutica, permitia saber a distância que ia do ponto de partida até ao lugar onde a embarcação se encontrava, mas descobria-se isso medindo a altura do sol ao meio-dia. O que era difícil pois não havia relógios. Na época media-se o tempo com ampulhetas, cujos resultados eram pouco rigorosos.

(Beatriz Grilo - 8º B)


Anemómetro ou Anemógrafo

Um anemómetro é um dispositivo que indica a velocidade com que o vento sopra. Um anemómetro permite medir com precisão a velocidade do vento

Marta Silva - 8º B

4 comentários:

samuca disse...

me ajudou muito valeu!!!!


vamo corinthians,libertadores 2010!!!!!

Bia Megale disse...

me ajudou bastante muito obrigada ! Bjks

2222222222222 disse...

muito bom mesmo, o do astrolabio me deu todas as respostas nessessarias para a pesquisa!!!
muito obrigada!

2222222222222 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

A Era das Grandes Navegações e Descobrimentos marítimos

Navegar nos séculos XV e XVI era muito arriscado, principalmente quando se tratava de mares desconhecidos. Era muito comum o medo causado pela falta de conhecimento e pela imaginação da época. Muitos acreditavam que o mar pudesse ser habitado por monstros, outros tinham uma visão da terra como algo plano e portanto, ao navegar para o "fim" os navios poderiam cair num grande precipício.

Assim, tornou-se fundamental organizar as viagens. Era necessário utilizar um meio de transporte rápido e resistente. Os europeus já podiam contar com alguns instrumentos de navegação. Foi então que se lançaram nos oceanos Atlântico, Índico e Pacífico. No caso português, com o fim de descobrir uma nova rota marítima para a Índia e descobrir novas terras.
Este período ficou conhecido como a Era das Grandes Navegações e Descobrimentos Marítimos.

Marta Silva - 8º B


Curiosidades

Sabias que...

- O aeroporto de Veneza se chama Marco Polo di Venizia, em sua honra?

- Que foi na obra de Marco Polo que Cristóvão Colombo baseou os seus cálculos para chegar à "Índia" por Ocidente?

- é a unidade de velocidade de uma embarcação?

(O nó tem a sua origem nas práticas utilizadas nos navios para estimar avelocidade. Consistia em lançar da popa do navio um flutuador com uma forma calibrada, ligado ao navio por um cabo que tinha nós feitos a distâncias regulares. Medindo o número de nós que eram largados durante determinado tempo para permitir que o flutuador não fosse arrastado, dava uma estimativa da velocidade.)